Quando vocês se vão

Quando vocês se vão, ficam os olhos marejados,

O calor do último abraço dado,

Que de tão apertado, junta os pedaços de mim que a despedida separou.

 

Quando vocês se vão, fica o sabonete pela metade no chuveiro,

O cheiro bom no travesseiro,

Que não dá vontade de lavar.

 

Quando vocês se vão, ficam os presentes e bilhetes trocados,

As moedas de poucos centavos,

Que aí não servirão.

 

Quando vocês se vão, ficam os vinhos que não brindamos,

As histórias que não contamos,

Que na próxima vez temos que lembrar.

 

Quando vocês se vão, fica a escova esquecida no banheiro,

As flores que comprei para recebê-los,

Já começando a murchar.

 

Quando vocês se vão, ficam as fotos e vídeos no celular,

Tantas memórias boas,

Gostosas de recordar.

 

Quando vocês se vão, ficam as músicas que cantamos juntos,

As perguntas sobre tantos assuntos,

Que não terminamos de conversar.

 

Quando vocês se vão, fica o nó na garganta,

O resto daquela janta,

Que sobrou pra eu esquentar.

 

Quando vocês se vão, ficam as saudades,

A distância entre as nossas cidades,

Que só o tempo vai encurtar.

 

Quando vocês se vão, é difícil não chorar,

Que sem vocês fica um vazio tão grande,

Que só o próximo abraço poderá curar.

 

da sua filha, Maria Alice.

Advertisements

2 thoughts on “Quando vocês se vão

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s