Sempre e principalmente quando

Não nos desencorajemos, já temos muita gente que o faça por nós.

Vamos cantar desafinadas, se for esse o tom que nossa alma quer ouvir.

Vamos pintar obras feias,

Vamos desenhar linhas tortas,

Vamos tirar fotos toscas,

Vamos declamar poesias mortas,

Vamos escrever os textos dos nossos diários,

Vamos deixar fluir o rio criativo que corre dentro de nós.

Ontem comecei a ler um livro horroroso. Horroso mesmo. De um cara X, mas que agora é best-seller e tá lá nas primeiras prateleiras – por qualquer que seja o motivo. Eu mesma já vi mulheres escrevendo em guardanapos sujos mensagens tão, mas tão mais importantes, dobrando e guardando no bolso.

Não nos deixemos calar por ninguém (muito menos por nós mesmas),

Não sejamos tão críticas,

Não nos cobremos tanto.

Vamos dar voz à nossa intuição,

Vamos nos manifestar,

Mesmo, sempre e principalmente quando nos pareça pouco,

Quando nos pareça simples,

Quando nos pareça insosso.

 

 

30E75E74-AD25-4DE4-9EC9-75D03F662A0B.JPG

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s